07 a 13/05 - Umoja e Sesc Santo Amaro promovem encontro de Tambores

12/05/2012 13:00
 

Com oficinas nos dias 7, 9 e 11, a Mostra de música

popular reunirá de tamboresafricanos a japoneses

no dia 12 de maio, com palestra e exposição de fotos

Umoja/Sesc

 

 
A Casa de Cultura do M’Boi Mirim, um dos primeiros pólo cultural da região, localizada na Zona Sul de São Paulo,  sediará na noite do 12 de maio, a partir das 19h, o evento Noite dos Tambores, realizado pelo grupo Umoja e  Sesc Santo Amaro. Esta atividade consiste em reunir grupos que promovem a musicalidade percussiva  presente em diversas culturas.
 
Esta mostra de música popular promoverá um intercâmbio e uma interação entre os grupos convidados e o público. Por meio de uma programação bem diferenciada, que iniciará com a palestra A presença do tambor nas culturas brasileiras, ministrada pelo Profº Drº Salloma Salomão e também por uma exposição de fotos idealizada pelo Instituto Tambor em parceria como fotógrafo Guma.
 
A diversidade da musica percussiva estará presente no evento que começará com os tambores do candomblé - Oya Aguerê, depois tambores árabes – Trio do Oriente, tambores do maracatu – Ilê Alafia e Umoja, tambores japoneses – Taikô Kôdaiko, tambores do maculelê – Espírito de Zumbi, tambores africanos – Ballet Afro Koteban, tambores do Maranhão – Tambor de Crioula Juçaral dos Pretos e a finalização com o Jongo do Tamandaré, tambores do jongo.
 
Programação da Noite dos Tambores em 12 de maio:
 
19h – Palestra: A presença do Tambor nas culturas brasileiras, com o Prof. Drº Salloma Salomão.
Professor Doutor Salloma Salomão Jovino da silva 
 
Palestra: História dos tambores: Casa popular de cultura (100 vagas. Inscrições no dia, uma hora antes no local)
• Saber sobre suas peculiaridades e origens é de suma importância, principalmente para o músicos e amantes da cultura musical em geral. Ao longo da história, todas a sociedades humanas criaram formas diferenciadas de sonoridades e de música, assim como diferentes suportes materiais para sua execução. Chamamos estes materiais: Instrumentos Musicais. Os tambores fazem parte da cultura musical de diferentes culturas. Os tambores utilizados atualmente no Brasil têm influências árabe, portuguesa, indígena e principalmente africana, de povos oriundos de diferentes regiões daquele continente. 
 
20h – Exposição fotográfica: Noite dos Tambores  parceira do fotográfo Guma e Instituto Tambor - Fala inicial: Euller Alves
Instrumentos: Instituto Tambor/Textos: Salloma Salomão
Com sua habilidade e dedicação para criar instrumentos rústicos e notávies, ao mesmo tempo precisos, Poeira colabora para a preservação da cultura afro-brasileira. Ao longo de sua estrada com mais de 15 anos, desde que iniciou no artesanato de instrumentos musicais e de percussão, Poeira passou por oficinas e "luthierias" onde obtever orientação e monitoria de artistas importantes como Nilton Cesar siqueira (artista plástico e artesão), Joana Henri Lemos, o músico e artesão Rômulo Albuquerque.
O estilo de Poeira, refinado e preciso, destacou-se a ponto de fundar, em 2008, seu próprio ateliê, o Instituto Tambor, atualmente localizado na Vila Sônia, Zona Oeste de são Paulo.
  
20h30 – Tambores do Candomblé -  Oya Aguerê.
 
21h30 – Tambores Árabes – Trio Tambores do Oriente.
 
22h30 – Tambores do maracatu – Ilê Alafia  e  Umoja.
 
23h20 – Tambores Japoneses – Taikô Kôdaiko
 
23h50 Tambores do Maculelê – Espírito de Zumbi
 
00h20 – Tambores Africanos – Ballet Afro Koteban
 
01h – Tambores Maranhão – Tambor de Crioula Juçaral dos Pretos
 
02h30 – Tambores do Jongo – Jongo do Tamandaré
 
Serviço:
Casa de Cultura do M’Boi Mirim 
Av. Inácio Dias da Silva, S/N. Piraporinha, Zona Sul. Entrada franca.
Informações: (11) 8626-4283/8079-5169
 
 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!