11/04 - Gestos sonoros para dançarno Espaço Zé Presidente

11/04/2013 23:30

Gestos sonoros para dançar no Espaço Zé Presidente

Quinta-feira, 11 de abril, das 23h30 às 2h

FB

O grupo Gestos Sonoros se apresenta pela primeira no Espaço Zé Presidente tocando um som improvisado eletrizante para o público dançar. Nesta noite terão novidades!!!

Referência nacional em Soundpainting, o grupo de improvisação Gestos Sonoros produz música orgânica com percussões típicas da cultura latino-americana e um trio composto por guitarra, baixo e sopros.                         
      Idealizado e regido por Bruno Duarte, o grupo foi inspirado no trabalho do músico argentino Santiago Vasquez (criador do grupo La Bomba de Tiempo).
      A improvisação conduzida por Bruno gera interações de muita energia entre os músicos, criando uma atmosfera propícia à criação coletiva com a plateia, inclusive. Em clima muito dançante, o grupo explora ritmos sem limites, levando o público quase ao estado de transe com solos e improvisações de tirar o fôlego.
    
Do Gesto ao Som - Surgimento, referências e método

    A ideia foi transposta para um grupo musical, no entanto, não nasceu durante um show, ensaio ou gravação, e sim em uma sala de aula, quando Bruno Duarte, em uma sessão de musicoterapia, buscava uma maneira viável de comunicação com um aluno surdo e, também, portador de déficit cognitivo.
       O então musicoterapeuta, percebeu que teria que alterar sua própria percepção, desconstruir o repertório já praticado com outros alunos e trabalhar a partir das possibilidades que aquele aluno especial lhe oferecia. A junção da vibração do tambor e gestos foi o caminho encontrado para que a comunicação acontecesse.
    Paralelamente a esse processo, Bruno entrava em contato com aquelas que seriam as principais referências para a idealização do Gestos Sonoros: a Soundpaiting – língua de sinais, criada pelo americano Walter Thompson, para composição e regência de músicos, bailarinos, atores, poetas e artistas visuais –, e a Paisagem Sonora – conceito criado pelo canadense Murray Schafer que considera a importância de todo o entorno acústico e a conscientização dos indivíduos quanto ao campo sonoro percebido e si mesmo.
    Tais linguagens e conceitos somados ao novo repertório de sinais que criara, já indicavam um possível caminho para a formação do grupo. Mas foi somente quando estudou condução de improvisação com Santiago Vasquez - integrante do grupo de percussão argentino La Bomba de Tiempo - que Bruno vislumbrou a possibilidade de transpor o repertório próprio para um grupo de músicos e musicistas não portadores de deficiência.
    A nova linguagem, que partia de gestos, queria descondicionar percepções, criar novas maneiras de comunicação e, acima de tudo, música. Assim surgia no ano de 2009, o grupo Gestos Sonoros.

Ficha técnica

Direção artística e produção: Bruno Duarte
Assistente de produção: Aline Camargo
Grupo:
Bruno Duarte: regência e percussão
Aline Camargo: acessórios
Angelo Ursini: sax tenor e flautas (transversal/pífano/quena)
Antonio Arruda: voz e acessórios
Manoel Trindade: tambores
Marcus Simon: congas
Pedro Michelucci: bateria
Raphael Cortezi: baixo elétrico
Ricardo Barros: guitarra
Tatiana Burg: acessórios

Convidado especial: ZINHO TRINDADE

 

Serviço:

Gestos sonoros para dançarno Espaço Zé  Presidente

Quinta-feira, 11 de abril, das 23h30 às2h

Espaço Zé Presidente

Rua Cardeal Arcoverde, 1545, Pinheiros - São Paulo/SP

www.gestossonoros.com.br

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!