28/08 - Projeto Vivências com Mestres apresenta Batuque de Umbigada no Cacnuera

28/08/2010 15:00

 


28 de agosto
Batuque de Umbigada
Comunidade do Batuque de Umbigada
Capivari, Piracicaba e Tietê - SP


No próximo sábado (28/8) o Espaço Cachuera! recebe a comunidade do Batuque de
Umbigada de Capivari, Piracicaba e Tietê (SP), dentro da programação do

Projeto Vivências com os Mestres, série de oficinas e apresentações com herdeiros
de tradições de música e dança afro-brasileiras do Sudeste.

Das 15h às 18h será realizada uma oficina com o grupo (entrada franca), onde uma
roda de conversa reunirá artistas e público, que também irá conhecer e praticar toques
de instrumentos, cantos e danças, ensinamentos ministrados pelos mestres.


Às 20h os batuqueiros apresentam-se em clima de festa, abrindo espaço para
que o público também cante e dance (ingressos: R$ 5,00 e R$ 2,50).


O Batuque é a única dança de umbigada que subsiste no Estado de São Paulo.
É também associada à expansão cafeeira, mas já na segunda metade do sec XIX,
no oeste paulista.

Atualmente, para que o Batuque possa ser realizado, reúne-se um grupo de
pessoas mais velhas das cidades de Capivari, Piracicaba e Tietê. O instrumento
mestre é o tambu, tambor de tronco escavado, acompanhado do quinjengue
e da matraca. A dança é em duas fileiras, de damas e cavalheiros que, após
mesuras e galanteios, trocam umbigadas entre si.

As modas são crônicas cantadas da comunidade falando de amores, comportamento,
política, tendo como maior intérprete atual a capivariense Anecide Toledo.



Projeto Vivências com os Mestres

Onde: Espaço Cachuera! - Rua Monte Alegre, 1.094 . Perdizes . São Paulo

Quando: de 7 de agosto a 11 de setembro de 2010

Sempre aos sábados
Oficinas: 15h às 18h . entrada franca
Apresentações: 20h . Ingressos: R$ 5,00 e R$ 2,50


. Oficinas: não é necessária pré-inscrição para o público em geral.
A partir de 14h 30 serão distribuídas senhas de entrada por ordem de chegada.
Grupos de educação formal e não-formal devem realizar agendamento prévio.

. Apresentações: a bilheteria abre com uma hora de antecedência.


Próximo grupo – encerrando a programação



11 de setembro
Samba Rural Paulista
Grupo Samba Lenço de Mauá
Mauá - SP


O Samba de Bumbo, Samba de Roda ou Samba Campineiro foi praticado na mesma região do Batuque, ao longo do curso médio do rio Tietê. Ele também se fez presente na capital, nas áreas de concentração afrodescendente, ligado aos primórdios das agremiações carnavalescas da cidade. Com a imposição do modelo das escolas de samba, processo que se iniciou por volta dos anos 30, o Samba tradicional paulista paulatinamente desapareceu da capital, confinando-se em algumas cidades próximas. Atualmente, concentra-se nas cidades de Pirapora, Santana do Parnaíba, Vinhedo e Mauá, onde está sediado o grupo de Samba Lenço. Nas apresentações, sempre comandadas por um imenso bumbo ou zabumba, os sambadores avançam e recuam com passos ritmados pela caixa e pelo guaiá (chocalho). As cantigas (chamadas modas ou pontos) falam de acontecimentos relativos ao grupo, criadas no repente ou buscadas no repertório tradicional.


Mais informações

(11) 3872 8113 . 3875 5563
cachuera@cachuera.org.br
www.cachuera.org.br



Projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo,
Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural 2009

Apoio: Projeto O Autor na Praça, Prefeitura Municipal de Tietê (SP)





—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!