28 a 29/05 - Mostra de Teatro do Oprimido ocupa o Largo da Lapa

29/05/2010 10:00
Mostra de Teatro do Oprimido ocupa o Largo da Lapa

 

Laboratório em Guiné Bissau
 

Nos dias 28 e 29 de maio de 2010, o Centro de Teatro do Oprimido realiza na Arena localizada junto aos Arcos da Lapa, de 10h às 20h, as mostras “Madalena Ocupa a Lapa” com espetáculos e performances encenadas exclusivamente por mulheres que buscam percursos de expressões estéticas e narrativas a partir do corpo feminino, e a mostra “Curumim Ocupa a Lapa” com peças encenadas exclusivamente por crianças e adolescentes, com foco no ECA (Estatuto dos direitos da criança e do adolescente). Nestes dias serão apresentados ao público uma mostra estética e teatral das atividades artísticas e cidadãs que a equipe de curingas do CTO vem realizando desde 2008 em dezoito estados brasileiros mais quatro países da África (Moçambique, Guiné Bissau, Angola e Senegal) com o Projeto Teatro do Oprimido de Ponto a Ponto. Na ocasião também acontecem as mesas de debates cujos temas são “Corpo feminino como território do sagrado e do poder, da ancestralidade ao século XXI” e “Estatuto da criança e do adolescente”. A classificação é livre e a entrada é franca.

O evento público é patrocinado pelo Ministério da Cultura, por intermédio do Programa Cultura Viva, com promoção da TV Globo “Teatro a gente vê por aqui”, apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura do Rio de Janeiro.

O público vai trocar de lugar com os protagonistas


As pessoas que acompanharem os dois dias de mostras teatrais vão ter a oportunidade de subir no palco e mudar o final da história. Nas peças de Teatro-Fórum, após cada apresentação, os espectadores são convidados a trocar de lugar com o protagonista para sugerir alternativas ao problema encenado. O espectador (ou espect-ator) da sessão de Teatro-Fórum não é um consumidor do bem cultural, mas sim um ativo interlocutor que é convidado a assumir o papel do oprimido ou de seus aliados para interagir na ação dramática de maneira a apresentar alternativas para transformar a realidade – ser ator de sua própria vida.

Ao longo de quatro décadas o Teatro do Oprimido tem ajudado a ultrapassar bloqueios, criar pontes de diálogo e estimular ações concretas para superação de realidades opressivas, com apoio na metodologia estética e teatral criada pelo teatrólogo e ensaísta Augusto Boal.

 

Ney Lopes - Assessor de imprensa, ator e autor da peça teatral "A Vida é Impossível". http://neymotta.wordpress.com/


Serviço:

Mostra do Teatro do Oprimido

28/5 a 29/5 ·das 10h às 20h -  Rio de Janeiro, RJ

Arena do Largo da Lapa (junto aos Arcos da Lapa). Avenida Mem de Sá s/n° - Lapa/RJ

Entrada franca

www.cto.org.br