Assine a petição para defesa do Povo Indígena do Xingu

18/02/2012 18:27

Assine a petição em defesa

do povo indígena do Xingu

Apoio internacional do Cacique Raoni e representantes dos povos indígenas do Xingu (Brasil) contra a proposta Belo Monte

Assinar a petição Raoni

Nós povos indígenas do Xingu, não querem Belo Monte. Nós povos indígenas do Xingu, lutando por nosso povo, nossa terra, mas também para o futuro do planeta. O presidente Lula disse que estava preocupado com os índios, ele estava preocupado com a Amazônia e não queria ONGs internacionais opor-se à barragem de Belo Monte. Nós não somos ONGs internacionais.Nós, os líderes indígenas de 62 aldeias Bacajá, Mrotidjam, Kararaô, Terra-Wanga, Boa Vista Km 17, Tukamâ, Kapoto, Moikarako, Aykre, Kiketrum, Potikro, Tukaia, Mentutire, Omekrankum e Cakamkubem Pokaimone, já passaram por muitas invasões e enfrentou muitos perigos.

Quando o Português chegou ao Brasil, nós índios, já estavam lá, muitos morreram, muitos perderam seus vastos territórios, a maioria dos seus direitos, muitos perderam parte de sua cultura e outros desapareceram completamente .

A floresta é nossas compras, o nosso mercado River. Nós não queremos que os rios Xingu são inundadas e as nossas aldeias e nossas crianças a serem levantadas de acordo com nossos costumes, estão em perigo. Não queremos a barragem de Belo Monte hidrelétrica, porque sabemos que só vai trazer destruição. Nós não acreditamos que apenas local, mas todas as conseqüências destrutivas da barragem: ela vai atrair ainda mais empresas, fazendas mais, vai promover a invasão de nossas terras, conflitos e até mesmo a construção de novos barragens. Se o homem branco continua, tudo vai ser destruído muito rapidamente. Nós nos perguntamos: "O que o governo quer mais? Qual será tanta energia boa após tanta destruição? "

Nós já organizou várias reuniões e participaram em reuniões importantes, para opor-se à Belo Monte complexo, como em 1989 e 2008, em Altamira, e em 2009 na aldeia de Piaraçu onde muitos de nossos líderes estavam presentes. Nós já falou pessoalmente com o presidente Lula para convencê-lo que nós não queremos essa represa e ele prometeu que não seria imposta. Nós também falou pessoalmente com a Eletrobrás Eletronorte e com a FUNAI e IBAMA. Nós já alertou o governo que, se a barragem já tinha decidido, a guerra seria declarada e ele é responsável. O governo não tenha entendido a nossa mensagem e, novamente, zombou dos povos indígenas, garantindo que ele iria construir a barragem em todos os custos. Quando o presidente Lula disse isso, ele mostrou que não teve em conta a palavra povos indígenas e ele não reconhece nossos direitos. Sua falta de respeito o levou a planejar a licitação para Belo Monte durante a Semana dos povos indígenas.

Devido a isso, nós índios da região do Xingu, convidaram James Cameron e sua equipe, representantes do Movimento Sempre parágrafo Xingu (e movimento das mulheres, o ISA e CIMI, AmazonWatch e outras organizações) . Queremos que nos ajudem a transmitir a nossa me

nsagem ao mundo e próprios brasileiros que ainda não sabem o que acontece no Xingu Convidamos-los, porque sabemos que há muitas pessoas no Brasil e em outros lugares que querem nos ajudar a proteger nossos direitos e territórios. Eles são bem-vindos entre nós.

Lutamos pelo nosso povo, nossa terra, nossas florestas, nossos rios, nossos filhos e glória dos nossos antepassados.Nós também lutar pelo futuro do mundo, porque sabemos que essas florestas são benéficas para a sociedade brasileira Indígena e do mundo. Sabemos também que sem estas florestas, muitas pessoas sofrem muito mais do que toda a destruição que ocorreu no passado. Toda a vida está interligado, como o sangue que une famílias. O mundo deve saber o que está acontecendo aqui, ele deve perceber como a destruição das florestas e dos povos indígenas significa sua própria destruição. É por estas razões que nós não queremos Belo Monte. Esta barragem significa a destruição do nosso povo.

 

Em conclusão, proclamamos que estamos determinados, somos fortes, nós estamos prontos para lutar e que nos lembramos das palavras da carta que um índio da América do Norte já havia enviado ao Presidente: "C "Somente quando o homem branco destruiu toda a floresta, quando ele matou todos os peixes e todos os animais e todos os rios secaram ele vai encontrar essa pessoa não pode comer dinheiro."

Autores: Bet Kamati Kayapó Cacique, Cacique Raoni Kayapó e Juruna Yakareti

Assinar a petição Raoni

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!