Campanha Infância Sem racismo recebe moção de apoio

20/03/2011 00:26

 Campanha Infância Sem Racismo

da Unicef recebe moção de apoio

 

Lançada em dezembrodo ano passado, a CampanhaO deputado federal Márcio Marinho (PRB/BA) apresentou moção de apoio à campanhaPor uma infância sem racismo em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), na Câmara Federal, ressaltando a importância do engajamento da sociedade brasileira.

O lançamento da campanha em Salvador é um marco por ser a Bahia o estado brasileiro com maior contingente da população negra do país, salientou o deputado em pronunciamento realizado no Plenário da Casa.

Marinho disse sentir-se feliz em poder externar o seu “apoio à valorosa Campanha, cujo slogan ´Por uma infância sem racismo – valorizar as diferenças na infância é cultivar igualdades´ resume muito bem alma desta ação”.

No texto da moção, o deputado revela alguns dados salientados na campanha. Do IBGE destaca que das 57 milhões de crianças e adolescentes que vivem no Brasil, 31 milhões são negras e cerca de 100 mil são indígenas. Das 530 mil crianças de 7 a 14 anos fora da escola, cerca de 330 mil, ou seja 62% são negras e 190 mil são brancas”, disse Marinho.

“Na Bahia, os números da mortalidade materna são preocupantes. De acordo com dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade, da Secretaria Estadual de Saúde, em 2006 foram 119,8 óbitos por 100 mil nascidos vivos. Em Salvador, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, em 2008 a mortalidade materna atingiu a marca de 96,2 por 100 mil  nascidos vivos”, alerta o parlamentar.

Em 2009, segundo Marinho, foram 79,5 por grupo de 100 mil, quando o máximo admitido pela Organização Mundial de Saúde são 20 casos de morte materna por grupo de 100 mil nascidos vivos e a esmagadora maioria desses casos refere-se a mulheres negras.