Gestão ambiental Lixo Zero é foco de pesquisas brasileiras apresentadas no Equador

03/06/2011 14:04

Gestão ambiental Lixo Zero é foco de
pesquisas brasileiras no Equador
 
Modelo de gestão ambiental que visa a participação voluntária e o envolvimento da comunidade para redução do lixo, é destacado em artigos voltados para comunidade acadêmica internacional

O trabalho realizado em Florianópolis (SC), focado em incentivar a população a reduzir ao máximo o envio de resíduos para aterros sanitários, será apresentado em um congresso no Equador durante esta semana. O programa Lixo Zero implantado em condomínios residenciais, empresas, escolas e em dois Espaço Recicle são demonstrados como exemplos a serem disseminados. Dois artigos científicos sobre o assunto foram aprovados para o 4º Congresso Inter-americano de Resíduos Sólidos, entre 1 e 3 de junho de 2011, em Quito, no Equador.

Os artigos científicos são resultado de uma parceria entre o laboratório de pesquisa em Resíduos Sólidos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a equipe do departamento científico da Novociclo Ambiental. Em “Programa Lixo Zero de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Condomínios”, produzido pelo engenheiro sanitarista e ambiental Fábio Pauletto, é abordado o programa Lixo Zero nos condomínios residenciais, que prevê dar o melhor encaminhamento para todos os tipos de resíduos, através da educação ambiental, redução de resíduos e a formação de passivos ambientais. Já o texto “Estudo de caso de um posto de Entrega Voluntária (PEV) de Resíduos Recicláveis”, elaborado pela coordenadora do Espaço Recicle e também engenheira sanitarista e ambiental, Stefânia Hoffmann, descreve o trabalho desenvolvido no Espaço Recicle - experiência realizada há mais de um ano em Florianópolis e que hoje também está presente em Palhoça (SC). O projeto de inovação social serve como exemplo de articulação, participação comunitária, pesquisa acadêmica e gestão dos resíduos.

Os trabalhos visam levantar novas perspectivas sobre o movimento Lixo Zero e ampliar o debate sobre o tema entre profissionais e acadêmicos especializados em gestão de resíduos. Eles serão apresentados pelo presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Kalil Graeff, que também é mestrando em Engenharia Ambiental na UFSC. O pós-graduando desenvolve a pesquisa com o tema: “Oxidação passiva de metano através de ensaio de coluna simulando camadas de cobertura de aterros sanitários”, o qual busca contribuir com a diminuição das emissões de metano para a atmosfera.

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!