Lançamento da ‘Campanha Continental contra os Agrotóxicos e pela Vida - Capítulo Argentino’

07/08/2012 12:32

Lançamento da ‘Campanha Continental contra

os Agrotóxicos e pela Vida - Capítulo Argentino’

Adital

Após o lançamento continental da "Campanha Nacional contra os Agrotóxicos e pela Vida”, realizado em novembro de 2011, em Cuba, pela Cloc-Vía Campesina, o MNCI, Grain e Amigos da Terra, é lançada na Argentina a   "Campanha Continental contra os Agrotóxicos e pela Vida – Capítulo Argentino”,  e a partir daí, o lançamento da  "Campanha Nacional contra os Agrotóxicos e pela Vida”, no dia 6 de Agosto, às 10:30hs, no Subsolo do0 Pavilhão Argentina da UNC (Universidade Nacional de Córdoba).

 

É uma campanha permanente de formação, mobilização e luta com o objetivo de colocar em marcha uma maior coordenação na ampla luta contra o atual modelo capitalista da agricultura, que está baseado no agronegócio e no saqueio dos bens naturais. Praticar uma agricultura sem a dependência dos agrotóxicos é uma tarefa histórica de recuperação da agricultura camponesa de forma responsável com o planeta e com as futuras gerações.

Os problemas derivados do uso de agrotóxicos deixaram de ser uma questão exclusiva do campo e converteram-se em um problema ambiental e de saúde pública também nos povos e nas cidades de toda América Latina e do mundo. Os agrotóxicos contaminam a água, a terra, as plantas, a comida, os animais e os seres humanos.

A Campanha contra os Agrotóxicos e pela Vida tem duas linhas importantes de atuação: uma delas é continuar com a Denúncia do modelo de agricultura capitalista e sua relação com os agrotóxicos, bem como os efeitos prejudiciais derivados para os seres humanos e para o planeta; e a segunda linha é a Proposta da soberania alimentar como alternativa, pois é uma forma de praticar a agricultura respeitando os povos, o planeta e todos os seres vivos que o habitam, garantindo assim a produção de alimentos saudáveis e sem venenos.

Esse ano, por primeira vez na Argentina, graças à perseverante luta das Mães do Bairro Ituzaingó, da cidade de Córdoba, três pessoas estão sendo submetidas a julgamento oral e público por contaminar uma zona povoada com praguicidas perigosos para a saúde, principalmente o glifosato e o endosulfán. Os imputados são dois produtores agropecuários e um piloto de avião, que estão sendo acusados de realizar uma fumigação clandestina nesse bairro próximo à cidade de Córdoba. Nesse marco, realizou-se o 2º Encontro Nacional de Povos Fumigados, onde, também, se acordou conformar e trabalhar em uma campanha nacional unificada que articule nossas lutas pela vida e pela saúde.

Em nosso país, lutamos e resistimos há muitos anos; estamos convencidos de que esse é um momento estratégico para conseguir uma maior coordenação e unidade das lutas do campo e da cidade, para enfrentar esse modelo de agricultura que atenta contra a vida dos povos e do planeta. Por isso, nesse fim de semana, delegados e delegadas de cada organização nos juntaremos nas primeiras jornadas de coordenação nacional da campanha para trabalhar os seguintes eixos: Sistema Produtivo, Soberania Alimentar, Legal (Jurídico-Institucional), Saúde, Formação, Investigação, Comunicação e Difusão, Articulação e Estrutura de Coordenação.

Decidimos realizar o lançamento nessa segunda-feira, dia 6 de agosto, em Córdoba, na localidade e na Província onde a Monsanto tentará radicar sua maior produção de sementes de milho transgênicas do mundo.

OS AGROTÓXICOS MATAM! SOBERANIA ALIMENTAR JÁ!

Contatos na Argentina:

contralosagrotoxicos@gmail.com

0351-15681-6397 – Miguel
0351-15208-7647 – Victoria
03844-15455-786 – Paulo
03843-15457-404 – Margarita
011-156649-8207- Nicolás

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!