Nova direção da TVC-Rio aposta na união para tornar a tevê cada vez maiscomunitária

15/07/2010 22:47

Nova direção da TVC-Rio

 

aposta na união para tornar a

  

 tevê cada vez maiscomunitária

 



A união entre as entidades dos movimentos sociais e a busca permanente dademocratização dos meios de comunicação marcam a nova direção da TV Comunitária do Rio – Canal 6 da Net – empossada no último dia 24 de junho. A cerimônia foi transmitida ao vivo pelo coordenador geral da TV, Moysés Correa. O Sindipetro-RJ faz parte da diretoria executiva, representado por Francisco Soriano, no cargo de coordenador de recursos técnicos e operacionais. O mandato vai de 2010 a 2012.

A Campanha “O Petróleo Tem que Ser Nosso” foi destaque nos discursos de dois dos novos diretores da TVC-Rio. Fernando Siqueira, da Aepet, disse que o espaço televisivo poderá ser utilizado para mobilizar a população contra os leilões do petróleo. Já Francisco Soriano fez a defesa do projeto dos movimentos sociais, que está no Senado, cuja divulgação tem sido boicotada pela “mídia grande”.

Soriano acredita que os projetos de interesse da maioria da população só se concretizam quando existe unidade entre os movimentos sociais e respeito à pluralidade, assegurando que estes são os nortes da atual direção do Sindipetro-RJ e, também, da nova direção da TVC-Rio.

A diretora administrativa da tevê, Olga Amélia Teleshh, também saudou o espírito de união: “Esta chapa trouxe de volta entidades sindicais importantíssimas, que são o Clube de Engenharia, Sindipetro e Aepet. Estou muito contente. E espero que esta posse marque não somente uma nova fase, para que possamos tornar a TVC-Rio muito mais comunitária”, afirmou a representante do Modecon – Movimento em Defesa da Economia Nacional.

Já o coordenador geral da TVC, Moysés Corrêa, sonha alto. A meta é a conquista do sinal aberto para as tevês comunitárias, o que, na sua opinião, foi uma das principais vitórias da 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom). Ele promete se empenhar, ainda, para obter junto ao governo federal os recursos para anúncios, que vão viabilizar melhores condições
técnicas e de conteúdo:

“Em dezembro, recebemos alguns anúncios do governo federal. Mas ainda é muito pouco. Recebemos cerca de R$ 10 mil em seis meses. A verba do governo é de R$ 600 milhões e a Rede Globo fica com 50% disso. Precisamos ampliar este espaço e também ampliar a unidade”.

Otimista, Moysés aposta que “a nova gestão desenvolver um trabalho ainda mais profundo. E fazer com que a tevê se equipe para ter uma imagem e um áudio melhor. Já avançamos em relação a isso. Renovamos os equipamentos, reformulamos o estúdio, mas ainda está aquém do que podemos fazer”.

Uma das principais metas da gestão será preparar os setores populares, de modo que ampliem a condição de produzirem os seus programas. O objetivo deverá ser alcançado com a implantação da Escola de Mídia Comunitária, que contará com a importante contribuição do documentarista Alberto Mejia, que já foi coordenador da TV Comunitária.

A posse foi prestigiada por inúmeras entidades da sociedade civil. A Secretaria de Cultura foi representada por Jandira Feghalli e o Ministério da Cultura pelo seu representante no Rio, Adair Rocha. De Minas, veio o presidente da Associação Brasileira de Canais Comunitários (ABCCOM), Edivaldo Farias. A cerimônia foi seguida de coquetel.

A TVC-Rio estreou em outubro de 1996. Atualmente, o nome oficial é Associação de Entidades do Canal Comunitário de TVs por Assinatura do Rio de Janeiro (ATVC), funcionando em sede própria, na Rua Joaquim Silva 56 - 9º andar, na Lapa. É o Canal 6 da NET: assista!

Fonte: Agência Petroleira de Notícias

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!