O crescimento da importância da “economia verde” é oportunidade estratégica para o desenvolvimento regional no Brasil.

21/09/2012 16:45

O crescimento da importância da “economia

verde” é oportunidade estratégica ao

desenvolvimento regional no Brasil.

Fábio Biolcati

"O crescimento da importância da “economia verde” é outra oportunidade estratégica para o desenvolvimento regional no Brasil. As possibilidades no campo das energias renováveis, exploração da biodiversidade, das soluções sustentáveis no atendimento das enormes demandas brasileiras por moradia, transporte coletivo, saúde e outras, devem ser objeto de grande empenho da política regional.
É importante que os olhares não mirem somente as oportunidades já reveladas, mas também oportunidades e potencialidades implícitas e não reveladas. Neste caso, é pertinente que se pense em atividades e setores não existentes e que podem mudar o futuro das regiões.
Por fim, é preciso destacar dois componentes fundamentais da estratégia propugnada pela nova PNDR para o avanço do desenvolvimento produtivo em suas regiões elegíveis. O primeiro é que o sentido geral deve ser comprometido com atividades portadoras de futuro. Como este documento já afirmou, o mundo vive um longo processo em direção a um novo paradigma tecno-produtivo e, portanto, não se pode apostar no velho paradigma. O segundo é a opção por uma abordagem sistêmica na formulação e implementação das políticas de desenvolvimento produtivo. A estruturação e o fortalecimento de arranjos e sistemas produtivos e inovativos, com base local, mas articulados aos seus correspondentes nas demais escalas e orientado por um projeto nacional, constitui elemento essencial desta proposta.
Diretrizes Sugeridas:
o Avançar na regionalização do Plano Brasil Maior;
o Explorar a diversidade como ativo para o desenvolvimento territorial e regional;
o Combinar os princípios de equidade e competitividade nas estratégias de desenvolvimento
produtivo;
o Promover o desenvolvimento produtivo a partir da identificação e exploração das
oportunidades e potencialidades locais e regionais;
o Buscar não somente as oportunidades já reveladas, mas também oportunidades e
potencialidades implícitas e não reveladas que possam contribuir para mudar o futuro das
regiões;
o Apostar principalmente nas atividades e tecnologias inovadoras e portadoras de futuro;
o Estimular a “economia verde” aproveitando amplamente suas possibilidades como
mobilizadora e catalizadora de processos de desenvolvimento local e regional;
o Estruturar redes de Arranjos Produtivos Locais (APLs) para o fortalecimento e o adensamento
de cadeias produtivas regionais selecionadas;
o Promover o adensamento e o enraizamento de empreendimentos industriais e
agroindustriais, articulando-os às economias de base local;
o Implantar projetos de identificação, adensamento e incremento competitivo de APLs no
entorno dos grandes projetos de infraestrutura;
o Implantar programas de fortalecimento e desenvolvimento de fornecedores locais e
regionais."

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!