Prefeito desprezou solução popular que evitaria a tragéria no Rio

14/04/2010 19:04

 Enchentes e o descaso dos governos com o povo

                                                                    Fernanda Tardin

 

 

Lideranças organizadas já tinham projeto que evitaria a tragédia ocorrida no Rio, mas o prefeito da
cidade não concordou em dar o aval porque a iniciativa foi de caráter popular

A foto acima foi tirada no antigo, tradicional Bar Luis, no Centro do Rio de Janeiro em janeiro de 2008.
Na foto, na mesa reunidos,estávamos eu ( Nanda Tardin), O companheiro e irmão Joaquim Caldas ( falecido em janeiro de 2009) PT/MG, o amigo e parceiro Elias Ribeiro do Nascimento - do Jornal Impacto On line e líder comunitário, e o Companheiro presidente da Federação dos Catadores de Lixo do Rio de Janeiro.


No segundo Plano, ao fundo, estavam Laerte Braga, um assessor e consultor do BNDES e dois outros parceiros.

Nessa época nos reuníamos ali, para fechar parceria em torno de um projeto que reduziria o problema do lixo, montaria usinas de reciclagem para os catadores de lixo, implantaria a coleta seletiva no Estado do RJ, faria campanhas de educação ambiental para  reciclar lixo.
Na segunda etapa do projeto,   ampliaria para que a cooperativa de catadores (Já formada e consolidada), produzisse capa asfaltica (do lixo reciclado), gás carbônico e assim pudesse com percentual destinado promover obras de infra-instrutura capaz de solucionar parte  do grande problema de saneamento e encosta que não solucionado acabou gerando a tragédia nesse mês de abril .

A lei que daria amparo para essas parcerias e para as alianças ( vejam os atores estavam lá, acordados ) manda que o Prefeito da Cidade dê o aval assinando concordar com o projeto e a parceria.

E o prefeito Cesar Maia, na época , não aceitou fazer o acordo, visivelmente (a exemplo do que ocorre em maior parte de projetos idealizados assim), contrariado em passar para o povo o poder de resolver em conjunto os problemas que os afetam diariamente, é claro:
 
Ciente que o desvio de verbas, muito comum em obras públicas, seria impossível de ser realizado, além de sabermos todos que um projeto desse seria vitrine para que outros acontecessem e que isso empoderaria o povo. (não esqueçam Zé Dirceu foi cassado porque criou emendas que possibilita-nos desenvolver projetos como esse)

Lamentável, pagaram 200 vítimas, mortas devido a essa falta de estrutura urbana. Um desdém político ao povo.
 

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!