A Casa do Hip Hop de Diadema é um espaço transformador

12/10/2011 23:40

 

A Casa do Hip Hop de Diadema

é um espaço transformador

O cantor, compositor e produtor cultural Marko Andrade

fala de sua participação no Encontro de MCs na Casa de Hip Hop de Diadema

Marko Andrade

 

O Brasil  é essa enorme colcha de retalhos, com múltiplos recortes, costuras, alinhavos, transversalizando, entrecortando, misturando vivências de uma dinâmica cultural diversificada e única .

 

Paradoxalmente, vivemos uma perversa divisão social, que marca as origens e os traços das mais  diversificadas expressões culturais, cuja manifestação mais marcante é o samba, mas também a capoeira, o funk e o hip-hop, identificando uma cultura nacionalizada pelas marcas do calango e do improviso em versos do partideiro e do emboladeiro.

              

Desmistificar as periferias das cidades, reverter valores resultantes da exclusão, utilizados para justificar a pressão social contra aqueles que fizeram este país, é tarefa urgente na atualidade.

 

Nossa ação começa por admitir, fortalecer e dar visibilidade às culturas de nossas diversas comunidades espalhadas pelo Brasil afora.

        

 Um desses espaços de vital importância, e que de alguma forma simboliza este novo tipo de gente que produz essa cultura miscigenada,  é a Casa  do Hip Hop, que, com mais de 20 anos de existência, abriga jovens da periferia de Diadema (região metropolitana de  São Paulo) com o objetivo de oferecer, através de suas linguagens,  experiências de trocas reais e simbólicas. Isso faz da Casa do Hip Hop um dos espaços mais dinâmicos de produção e vivência cultural urbana que,   articulado a outros espaços de cultura da prefeitura municipal de Diadema e pontos de cultura, produz uma sinergia incrivelmente otimizadora, projetando novas perspectivas para muitos jovens que habitam essa região periférica de São Paulo .

Encontro de MCs

O encontro de MCs  que acontece periodicamente na Casa do Hip Hop, do qual participei no dia 17/9/2011, tem uma importância vital para fortalecer e de alguma forma materializar  essa conceito de espaço de trocas e vivências culturais transformadoras.

 

É o momento de praticar, experimentar, ensinar, aprender e festejar o encontro das diferenças, das possibilidades de criar um ambiente que possa apontar novos caminhos, viabilizando para muitos jovens da região a possibilidade  ler com inteireza a sua própria realidade, e, a partir de suas vivências, transformá-la.

 

 Para mim foi um experiência única, revitalizadora e transformadora; revi amigos,  conheci gente jovem com muito conteúdo, experimentei a força do coletivo e  vivi um dos grandes momentos da minha vida, em que as  trocas se deram sem nenhum tipo de preconceito.

 

Entendo que  este é um dos vários caminhos  que nossa cultura pode trilhar para transformar em realidade esse nosso modo mais generoso de viver em sociedade .

Salve a  Casa do  Hip Hop de Diadema!

Marko Andrade é músico, compositor, produtor cultural e poeta periférico

www.myspace.com/tupyafro

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!