13/03 Como podemos educar nossas emoções?

13/03/2012 19:00

Como podemos educar nossas emoções?

94º Fórum acontece na próxima terça-feira, dia 13, às 19h,

no Grande Auditório do Masp, com entrada franca. 

Não é necessário fazer inscrição antecipada

Comitê de Cultura da Paz

"Como podemos educar nossas emoções?" é o tema proposto pela Profa. Dra. Elisa H. Kozasa para a realização do 94º fórum do Comitê da Cultura de Paz, que acontece em parceria com o Instituto do Cérebro / Hospital Albert Einstein e em adesão à Brain Awareness Week.

 

Todos já tivemos um episódio emocional do qual nos arrependemos. Infelizmente ele pode acontecer em momentos importantes, gerar consequências duradouras e até mesmo mudar o rumo de nossas vidas. Mas, será que poderia ter sido diferente? Poderíamos ter sido educados emocionalmente e desenvolvido instrumentos para lidar com situações difíceis de outra maneira? Será que podemos aprender algo agora?

 

As emoções são fundamentais para nossa sobrevivência e proteção enquanto indivíduos, e para estabelecer conexões com os outros membros da sociedade. A raiva, por exemplo, muitas vezes vista como uma emoção destrutiva, é necessária e não pode ser suprimida para defender a si mesmo e ao grupo contra uma injustiça ou ameaça. Mas como “fazer uso” da raiva de maneira construtiva e evitar que ela tome proporções desajustadas que levam à violência gratuita?

 

Criatividade, flexibilidade mental, autocontrole e disciplina, são características que dependem do desenvolvimento das chamadas funções executivas, e há evidência de que elas podem ser desenvolvidas em crianças e adolescentes por jogos (computadorizados ou não), atividades físicas (das artes marciais ao yoga), treinamento de atenção plena e pelo currículo escolar. Estas características parecem centrais para o equilíbrio emocional.

 

Para adultos, há programas educativos que incluem o desenvolvimento da atenção plena, atividades físicas, a redução dos níveis de estresse e aprimoram habilidades de reconhecimento das emoções. A proposta destes programas é nos ajudar a ter uma possibilidade de escolha emocional, de promover emoções mais construtivas e reduzir a hostilidade.

 

É esta área da educação emocional, ainda negligenciada em boa parte das escolas formais e dos ambientes sociais humanos, que iremos abordar neste Fórum. 

 

 

Elisa Harumi KozasaNo Brasil, é uma das pioneiras nas pesquisas sobre práticas contemplativas e, em especial, da Neurociência Contemplativa. É formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo, com mestrado e doutorado pelo Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo. Participou como Research Fellow do Mind and Life Summer Research Institute. Em 2006 participou dos diálogos com o Dalai Lama sobre Ciência e Espiritualidade e, em 2011, sobre Estados de Consciência. É pesquisadora visitante do Instituto do Cérebro do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein e realiza pesquisa no Departamento de Psicobiologia da UNIFESP. É instrutora de Aikido 5º Dan faixa-preta, tendo participado da apresentação do World Games em 2001 em Akita, Japão. Possui certificação internacional como instrutora do programa Cultivating Emotional Balance, tendo sido treinada por Paul Ekman e Alan Wallace. 

 

Serviço:

Data: 13 de março de 2012 ▪ terça-feira ▪ 19 horas

Local: Grande Auditório do MASP ▪ Museu de Arte de São Paulo
Av. Paulista, 1578 - São Paulo/SP - Estação Trianon-Masp do metrô

 

 

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!