28/04 - 13uh - Marcha do Axé - Manifesto "Convite à liberdade de Expressão e Religiosa”

28/04/2012 13:00
 
Não somos uma organização. Não somos um partido. Não somos e não queremos ser dono de nada e de ninguém. Não somos virtuais. Somos REAIS. Estamos trabalhando para viabilizar a criação de uma corrente feita por gente de carne e osso, que orgulhosamente vive , luta, trabalha, gosta, ama e se ampara e vive a culturas ou faz parte das Religiões de Matriz Africana, Afro Brasileira e indígena.
 
Que tem na sua historia o seqüestro e cárcere privado, realizado contra Negros e Indígenas, que através de mais de 500 anos de resistência, ajudaram de forma desciva na construção da cultura e na formatação da NAÇÃO BRASILEIRA.
Estamos nos organizando de forma horizontal, autônoma, livre.Temos poucas certezas. Muitos questionamentos. E uma crença: de que a Liberdade é uma obra em eterna construção. Acreditamos que a liberdade de expressão seja a base de todas as outras: de credo, de assembléia, de posições políticas, de orientação sexual, de ir e vir. De resistir.
Nossa luta não é contra pessoas ou insituições, mas sim contra tudo e todos que queira impor ou privar as pessoas da sua liberdade e religiosidade. 
 
A Marcha do AXÉ, que vai acontecer no dia 28 de Abril de 2012 (com organização, participação e apoio dos vários grupos culturais, lideranças religiosas e administrativas de vários Municípios e Regiões do Estado de São Paulo e de varias outras Unidades Federativas)  Além da principal bandeira de luta - "Liberdade de Expressão e Religiosa" - os (as) articuladores (as) e os (as) organizadores (as) estão levantando a bandeiras contra injustiça e exclusão social promovida pela intolerância, racismo e preconceito e por uma sociedade mais justa e com igualdade de direito para nossas famílias. 
Se você é da Umbanda, Candomblé, Catimbó, Jurema, Capoeira, Afoxé, Samba, Maculele, Espirita e espiritualista em geral, ou de qualquer grupo  que se sente "interditado", excluído, marginalizado, silenciado, perseguido, vilipendiado,  assustado, receoso e desamparado nos seus direitos sociais tem muitas razões para participar e nos apoiar na mobilização e estar presente.
 
Vista-se de Branco  ou com suas roupas religiosas em conformidade a sua tradição e some forças com todas as vozes! Que darão seu grito de Axé e irão manifestar sua religiosidade sua fé e dar um exemplo de respeito as diferençase de unidade, ainda que exista divergências Politicas e ideológica.
 
Vamos louvar, homenagear,e nos reverenciar aos Orixás, Voduns e Inkisi com apresentações culturais e religiosas nas mais diversas formas e formato existente na cultura de Matriz africana, Afro brasileira e Indígena. Nosso objetivo é realizar a maior manifestação publica já vista pela sociedade. Será um momento histórico e de confraternização.
 
 
 
Princípios do MARCHA DO AXÉ:
 
  • Liberdade de expressão religiosa e cultural;
  • Contra a repressão e a violência que as comunidades de terreiro sofrem;
  • Contra o conservadorismo que pauta o judiciário e o Estado.
  • Por um mundo de paz e de respeito as diferenças
  • Pela construção de uma UNIDADE
  • Um momento de confraternizaçãoda Cultura Afro Descendente e Indígena.
 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!