Grito contra incineração do lixo foi promovido em S. Bernardo do Campo

25/07/2011 16:23
Grito contra incineração do lixo foi promovido em S. Bernardo do Campo

Mncr

Entidades sociais e ambientalistas promoveram no dia 21 de Julho o primeiro Grito contra a Incineração do Lixo em São Bernardo do Campo (SP) que reunindo cerca de 300 pessoas no centro da cidade. Foram distribuídos materiais impressos esclarecendo a população sobre os danos causados com uma eventual implantação de incinerador de lixo na cidade.

O ato também deve o objetivo de protocolar uma ação popular em nome de duas catadoras contra o projeto do incinerador no antigo lixão do Alvarenga, divisa de S. Bernardo com Diadema, uma área de mananciais em processo de recuperação onde há diversas nascentes de água.  A iniciativa é inédita, é a primeira vez que duas catadoras decidem ajuizar uma ação popular contra uma prefeitura.  A ação pede a suspensão imediata do edital de licitação do incinerador que é chamado pela administração municipal de “Usina Verde”.

“Nós somos contra isso porque agride o meio ambiente. Queimando os resíduos terão que extrair novos recursos naturais para produzir mais matéria-prima. Se não cuidarmos do planeta agora não sabemos como vai ficar daqui a anos” falou Maria Mônica da Silva, representante do MNCR e uma das autoras da ação judicial. Mônica enfatiza que não é só o trabalho dos catadores que esta ameaçado com a implantação do incinerador, mas também existem o risco para a saúde das pessoas e o impacto ambiental que o empreendimento causa.

 

“Nós catadoras de S. Bernardo estamos sendo perseguidos pela Prefeitura por que somos contrários ao incinerador. Tiraram os nossos caminhões de coleta, os funcionários da prefeitura têm ido nas associações humilhar os catadores. Tiraram todo o nosso apoio. Estamos sofrendo, gente” denunciou Francisca e Araújo, catadora de S. Bernardo e também autora da Ação Popular.

A caminhada teve inicio na praça Matriz e percorreu as ruas do centro de S. Bernardo até chegar ao Paço Municipal onde a entidades e pessoas presentes discursaram.  Participaram do Grito  as organizações de catadores ligadas ao MNCR das 7 cidade do ABCD, Alto Tietê e da cidade de São Paulo, além de representantes do Projeto Coleta Seletiva Brasil-Canadá, Sindicato de Servidores Públicos Municipais de S. Bernardo do Campo,  DCE da Universidade Federal do ABC, Instituto Polis, Coletivo de Entidades Ambientalistas do Estado de S. Paulo (Consema), Rede de Agendas 21, União de Moradores do Alvarenga, especialistas, ativistas e indivíduos apoiadores.

A perspectiva é que acontecem outras manifestações e atividades em S. Bernardo do Campo e outras cidades contra o incinerador do Alvarenga. 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!