O que rolou no 2º Encontro Hip Hop Mulher

27/08/2010 23:51

2º Encontro Hip Hop Mulher

 

Nos dias 30 e 31 de julho, tividades e descontração marcaram os dois dias do evento

 

O evento iniciou com o bate-papo com a cantora Thulla num momento único para todas presentes, pelo seu relato de 20 de trabalho, mostrando as possibilidades das mulheres fazerem  carreira na cultura Hip Hop.

 

Para conscientizar e prevenir, a Secretaria da Saúde realizou  testes gratuitos de HIV com resultados em 30 minutos, com distribuição de camisinhas masculinas e femininas para conscientização e prevenção.

 

E foram várias oficinas para descontrair e aprender:  DJ com a Dj Lisa Bueno que possibilitou que as participantes atuassem nas pick ups de forma segura. De Break, a BGirl Ângela Dyssá, de Campinas, trouxe toda a teoria e a prática da dança com participação ativa das mulheres. De MC com a Mc Rúbia Fraga (RPW) que mostroutoda a poesia e as garotas cantaram e se divertiram.

 

Já a oficina de Grafite foi ao ar livre na Praça Rotary, próximo a ONG Ação Educativa com Lila´s Crew e Soberana Ziza que ensinaram alguns segredos do Grafite pra galera. Simultaneamente, teve basquete na quadra e algumas representantes do Espírito Santo e Minas Gerais, arriscando manobras de skate.

As parcerias fizeram do Mercado um sucesso com diversos produtos como DVDs, livros, brincos etc.

 

 

Lançamento de Cd e desfile

 

O encerramento do primeiro dia foi no Anfiteatro da Biblioteca Monteiro Lobato, próximo à praça, comemorando a 10ª e última Semana de Cutura Hip Hop e do encontro.

Tábata Alves lançou o CD Pra Fortalecer, Amanda NegraSim, Sammy Brown e o desfile da Pandora da Luz com temática do universo Hip Hop.

  

Roda de Conversa e Desafio Hip Hop

  

No segundo dia, houve a importante informação o edital do Primiro Prêmio do Ministério da Cultura exclusivo para Cultura Hip Hop. Roda E a"Questão da Violência contra a Mulher" foi o tema da Roda de Conversa,  mediada por Lunna, da Frente das Mulheres do Hip Hop, que contou com a participação de mulheres de São José dos Campos e São Vicente (Trícia Calassi, Meire Queiroz, Rayssa S. Sousa, Ariadna da Mata e Ornella Rodrigues), que expuseram situações e dados referentes à questão da violência e tráfico de mulheres.

 

A Oficina de Africanidades tratou do vestuário da mulher negra e Katiara Okê e a Talita ensinaram a importância e os significados dos turbantes história das mulheres, finalizando com a produção prática e turbantes.

 

 

 

 

 

 

Mulhenagem às Bgirls

Esse ano as BGirls foram “mulhenageadas” e o encerramento foi pura  dança. Houve a batalha Free Style entre as mulheres do Afro Break (Articulando BGirls) e das Power Puff BGirls.

Todos dançaram, se divertiram e aplaudiram as e as aprendizes da oficina de break que mostraram um pouco do que aprenderam!

 

 

Fotos de: Jéssica Balbino, Mara Asantewa, Vanessa de Jesus, Elizandra Souza, Rayssa S.Santos.

 

Fonte: Hip Hop Mulher

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!