Pastores pentecostais tocam fogo em templos indígenas no Brasil

03/03/2013 19:54

Pastores pentecostais tocam fogo

em templos indígenas no Brasil

É preciso que algo seja feito urgente para que os indígenas sejam respeitados e saiam estas igrejas pentecostais da região porque estão fazendo a mesma coisa que foi feito no tempo da colonização,quando o Brasil foi invadido. De um lado, jagunços entram coma violência física e,de outro, os ditos pastores,entram com a violência cultural/religiosa de forma fundamentalista e ignorante.

Movimento Indígenas em Ação

"Pastores Pentecostais" estão agredindo os indígenas de Mato Grosso do sul, tentando fazê-los rebanho do servilismo para entregarem suas terras, senão para os fazendeiros para as igrejas que lá se dispõem a lutar lado a lado com jagunços, contra os 25 mil indigenas que lutam por suas terras. Na verdade, toda esta invasão é para tirar o pouco que resta dos indígenas, suas terras, cultura e dignidade. Os pentecostais querem que se sintam culpados por serem indígenas e entreguem de graça tudo o que possuem.

“A luta dos índios guaranis no Mato Grosso do Sul para preservarem suas tradições religiosas  necesssita de intervenção do governo federal,  suas práticas religiosas estão sendo acintosamente satanizadas pelas seitas pentecostais”, Ras Adauto da ppa berlim, alertou sobre a grave situação em que vivem os Guaranis no Mato-Grosso do Sul:

,O 25 mil índios que ainda restam na região em que eles foram donos, estão sendo vítimas no momento de um massacre e genocídio cultural. 36 igrejas pentecostais 

 

concorrem entre si pelas almas indígenas, somente em uma reserva com 12 mil indios em Dourados.
Os indígenas já não podem nem mais usar urucum, pois segundo os pastores das igrejas, a tinta  usada pelos indígenas para cobrir seus corpos, é “bosta” do diabo.
Reportagem de Fábio Pannunzio para a Rede Bandeirantes de Televisão.
 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!