IPq oferece grupo de apoio a tratadores de pessoas com Alzheimer

20/12/2011 12:15

IPq oferece grupo de apoio a tratadores de pessoas com Alzheimer

USP

Foto: Google Imagens

 

O Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) oferece acompanhamento (grupo de apoio) para cuidadores de pacientes com doença de Alzheimer e outras demências, visando promover a melhora da sobrecarga e dos sintomas depressivos desses indivíduos, que necessitam ter a saúde mental e física preservadas para esse difícil trabalho.

Os critérios para participar são: ser o cuidador principal do paciente com demência ou exercer essa atividade no mínimo 2 horas por dia; apresentar sintomas de sobrecarga e/ou depressivos, com perda de qualidade de vida; ter mais de 35 anos e, obrigatoriamente, ser familiar do doente. Inscrições para avaliação são feitas pelo telefone (11) 8282-9971 ou pelo email  grupopsicorpo@gmail.com. Falar com a psicoterapeuta Carol até o dia 30/01/2012.

Mais informações: (11) 8282-9971 email grupopsicorpo@gmail.com

 

O que é doença de Alzheimer ( DA ) ?

Dr. Norton Sayeg

 

A doença de Alzheimer é a mais freqüente forma de demência entre idosos.

É caracterizada por um progressivo e irreversível declínio em certas funções intelectuais: memória, orientação no tempo e no espaço, pensamento abstrato, aprendizado, incapacidade de realizar cálculos simples, distúrbios da linguagem, da comunicação e da capacidade de realizar as tarefas cotidianas.

Outros sintomas incluem mudança da personalidade e da capacidade de julgamento.

Atualmente pode ser diagnosticada, para fins de pesquisa, antes mesmo que o paciente apresente demência com incapacidade de realizar com independência as atividades básicas e instrumentais do dia a dia.

No mundo e no Brasil

Estima-se no Brasil 1 milhão e 200 mil pessoas .

O número de pacientes é estimado em 35,6 milhões no mundo.

Em razão do envelhecimento da população global, esses números aumentarão significativamente, em 2030, serão 65,7 milhões e em 2050, 115.4 milhões de portadores, sendo dois terços deles em países em desenvolvimento.

Como pode ser diagnosticada

Não existe um marcador biológico que confirme a doença.

O diagnóstico é feito por exclusão de outras enfermidades que apresentam sintomatologia parecida.

Vários instrumentos clínicos são usados para se chegar ao diagnóstico: uma história médica completa, testes para avaliar a memória e o estado mental, avaliação do grau de atenção e concentração e das habilidades em resolver problemas e nível de comunicação.

Testes laboratoriais como exames de sangue e urina são usados para excluir outras causas de demência, algumas delas passíveis de serem curadas.

Métodos de imagem : tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, SPECT e PET, são utilizados para determinar o tipo de demência.

A doença de Alzheimer só pode ser diagnosticada com certeza através do exame microscópico do tecido cerebral por biópsia ou necropsia.

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!