Parem os estupros e assassinatos por lucro

19/03/2012 16:00

Parem os estupros e assassinatos por lucro

Avaaz



Quando as forças de segurança de uma empresa de mineração canadense brutalmente expulsaram famílias de origem maia de suas aldeias na Guatemala, onze mulheres foram estupradas, um líder comunitário foi morto e um jovem ficou paralisado. Agora os moradores estão se organizando e processando a HudBay Minerals, mas elesprecisam da nossa ajuda para igualar o poder de fogo jurídico desta grande corporação. Faça uma doação agora e ajude a acabar com os assassinatos da mineração para sempre: 


Doe aqui
Quando as forças de segurança de uma empresa de mineração canadense brutalmente expulsaram famílias de suas aldeias na Guatemala, onze mulheres foram estupradas, um líder comunitário foi morto e um jovem ficou paralisado. Agora os moradores estão se organizando e processando a HudBay Minerals por esses crimes horríveis. Entretanto, eles precisam da nossa ajuda para igualar o poder de fogo jurídico desta grande corporação e ganhar esta causa!

As vítimas entraram com uma ação no Canadá, onde a sede da HudBay está localizada. Mas a HudBay está pedindo que o tribunal entregue o processo para a Guatemala, onde os tribunais ineficientes tendem a deixar a empresa escapar livremente. Especialistas dizem que a decisão poderá ter repercussões enormes para além das fronteiras canadenses. Uma vitória dos moradores poderá forçar a HudBay e outras multinacionais a melhorarem suas ações no exterior.

A audiência está acontecendo agora e os moradores precisam de nossa ajuda para cobrir os custos legais.Se arrecadarmos fundos suficientes, poderemos dar a esses moradores o mesmo poder de fogo jurídico que a máquina corporativa da HudBay,alcançar a justiça para as vítimas e continuar fazendo campanhas em todo o mundo para proteger os direitos humanos, em vez do lucro. Clique no link abaixo para fazer uma doação. Se apenas 20.000 de nós doarmos hoje, poderemos ajudar a acabar com os assassinatos de mineração para sempre ao criar um precedente legal importante:

https://secure.avaaz.org/po/stop_murder_and_rape_for_profit_po/?vl 

As empresas multinacionais são responsáveis ​​por alguns dos crimes mais terríveis em todo o mundo, mas surpreendentemente os abusos dessas empresas ficam muitas vezes impunes. Apenas na mineração, empresas gigantes como Rio Tinto e Barrick Gold são acusadas ​​de uma ampla gama de atrocidades que incluem a destruição ambiental, estupros em grupo brutais e até mesmo milhares de mortes -- da Tanzânia à Papua Nova Guiné. Vencer este caso pode começar a colocar em cheque as transgressões corporativas.

Empresas como a HudBay podem frequentemente agir com impunidade, pois acham que os tribunais de seus próprios países não vão fiscalizar os crimes que cometem no exterior.Ou criam empresas de fachada destinadas a proteger a sua sede de responsabilidade. Se vencermos este caso, poderemos estabelecer um precedente que poderá ajudar a impedir estupros, salvar aldeias inteiras e proteger os ecossistemas frágeis -- independente de onde estas empresas operam.

Essas empresas têm milhões de dólares e farão o que for preciso para vencer este e outros casos semelhantes, porque eles sabem que este caso será um divisor de águas. Doar uma pequena quantia significa ajudar na luta para levar essas corporações para a justiça.Clique aqui para ajudar: 

https://secure.avaaz.org/po/stop_murder_and_rape_for_profit_po/?vl 

Tribunais devem ser lugares onde as pessoas vão para alcançar a justiça. Mas, muitas vezes, os interesses corporativos os transformam em baluartes dos ricos e poderosos. Já lutamos contra corrupção enraizada antes e vencemos. Vamos apoiar as vítimas agora e ajudar a criar um mundo onde ninguém está acima da lei.

Com esperança e determinação,

Emma, Jamie, Pascal, Ari, Ricken, Emma, Maria Paz, Diego e toda a equipe da Avaaz

Mais informações: 

Viúva requere $12M em processo contra mineradora (CBC) (em inglês)
http://www.cbc.ca/news/world/story/2010/12/02/mining-lawsuit002.html 

Ações da Guatemala continuam contra HudBay, diz advogado (Mining Weekly) (em inglês)
http://www.miningweekly.com/article/lawsuits-against-hudbay-over-guatemalan-project-to-continue-says-lawyer-2011-08-10

Ações judiciais contra companhia canadense HudBay Minerals Inc. sobre abusos de direitos humanos na Guatemala (Klippensteins) (em inglês)
http://www.chocversushudbay.com/ 

Empresa de mineração ganhadora de prêmio sendo processada por morte violenta de líder comunitário: Indústria fora de sintonia com valores e expectativas canadenses (Mining Watch Canada) (em inglês)
http://www.miningwatch.ca/fr/node/6609

Suprema Corte dos EUA revive caso de direitos humanos contra a Rio Tinto (Financial Post) (em inglês)
http://business.financialpost.com/2011/10/25/u-s-court-revives-human-rights-case-against-rio-tinto/

Alegações de abusos sexuais na Tanzânia para Barrick Gold (Globe and Mail) (em inglês)
http://www.theglobeandmail.com/news/world/africa-mideast/claims-of-sexual-abuses-in-tanzania-blow-to-barrick-gold/article2040735/